• Clique Aqui
  • Clique Aqui

Archive for Outubro 2011

,

Jogadores do Paysandu e o Blogueiro.

,

Foto do Dia Direto do Facebook.

Mayra Fuentes

,

Acidente tira a vida do Dj Beto Brasil

Após tocar na casa de show “Forró nu sítio”, durante a madrugada de ontem, o DJ João Roberto Pimentel Pinto Filho, 28, conhecido como “Beto Brasil”, foi vítima fatal de um acidente no carro que conduzia, um Corsa preto. O desastre ocorreu na avenida Almirante Barroso, sentido São Brás, por volta das 5h. Uma moto foi levemente batida pelo veículo do DJ, mas o condutor e o passageiro da moto não foram feridos gravemente.
Beto Brasil estava sozinho no veículo quando trafegava em frente ao quartel do Exército, na avenida Almirante Barroso, no sentido de quem vai para São Brás. Nesse trecho, o DJ primeiramente bateu com o carro na mureta da ciclovia. Após a batida, o veículo capotou por várias vezes. O carro percorreu 50 metros até bater em uma moto e, em seguida, em um poste. O veículo ficou totalmente destruído. O homem que conduzia a moto, Amarildo de Jesus, não sofreu nenhum arranhão. “Eu estava em uma velocidade baixa e de repetente escutei um barulho. Foi quando o carro bateu na cerca da ciclovia. Depois disso, ficou capotando e eu logo larguei a moto”, disse o condutor.
O homem que estava na garupa da moto de Amarildo chegou a se machucar. “Na hora em que ele saiu da moto, ele se desequilibrou e caiu, mas não ocorreu nada grave com ele”, disse Amarildo.
SOCORRO
Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ir até o local para socorrer o DJ, mas ele estava preso entre as ferragens. Em seguida, chegou a equipe do Corpo de Bombeiros, que precisou serrar o veículo para fazer a retirada do motorista. No momento em que ele foi solto das ferragens, já estava sem vida.
De acordo com testemunhas que estavam no local, o impacto da batida foi forte, inclusive, a cabeça do DJ foi bastante atingida.
RECONHECIMENTO
Logo após o acidente, iniciou a especulação de que o motorista era DJ, pois foi encontrada dentro do carro uma maleta com vários DVDs. Mas só com a chegada de familiares ao local do acidente é que a informação foi confirmada. Uma senhora, bastante abalada com a notícia, disse que ele estava retornando do “Forró nu Sítio”. (Diário do Pará)

,

PRF apreende carro lotado de cocaína

A Polícia Rodoviária Federal conseguiu desarticular a chegada em Belém de 26 quilos de cocaína pura. A droga estava sendo transportada pelo maranhense Nailson José Veras, 20 anos, e pelo mato-grossense Weklei de Jesus Marques, 31 anos, a bordo de um veículo com placa de Brasília.
A interceptação ocorreu na rodovia BR-010 conhecida como Belém-Brasilia no Km-19 onde funciona uma barreira da Polícia Rodoviária Federal. Segundo o agente Edgar Machado a fiscalização intensa na rodovia desconfiou da atitude de dois homens em um carro com placa de outro Estado e resolveram abordá-los.
Interrogados, eles contaram histórias diferentes, afirmando que o veículo foi emprestado de um amigo e que eles não sabiam da existência da droga no carro. Eles disseram que estavam vindo de Brasília, mas segundo os policiais rodoviários federais há informação que a dupla estava vindo de Goiânia e a cocaína seria para abastecer o mercado em Belém.
A quantidade e a qualidade do entorpecente chamaram atenção do delegado Hennison Jacó, titular da Delegacia de Repreensão ao Entorpecente para onde os acusados e a droga foram levados. O próprio delegado utilizando reagentes químicos fez o teste da cocaína que atestou 100% de qualidade. Segundo o delegado Hennison Jacó cada pacote encontrado com a dupla com pouco mais de um quilo custa no mercado R$20mil e que depois de beneficiada por se chegar até dez quilos para cada pacote.

,

Nova Praça de São Miguel do Guamá.

Praça SÉRGIO LUIZ DE ALMEIDA MANESCHY, localizada às margens da Br-010, será inaugurada a manhã di 31 de outubro.













,

Foto: niver Paulo Ricardo.

,

Acidente com Vitima fatal na Br-010, enfrente o DNIT.





,

Vettel domina treino na Índia, faz a 13ª pole no ano e se aproxima de recorde

Alemão da RBR igualou Senna e Prost neste sábado. Alemão está a apenas uma de empatar com Mansell em 1992. Massa bate no fim e larga em sexto

Após perder a pole no GP da Coreia do Sul e ver sua série interrompida em 2011, Sebastian Vettel entrou no primeiro treino classificatório da Fórmula 1 na Índia mordido. O alemão dominou todos os trechos da sessão no Buddh International Circuit e vai largar na primeira posição pela 13ª vez no ano. Com uma excelente volta, de 1m24s178, o bicampeão antecipado retomou a hegemonia dos sábados nesta temporada. Segundo colocado na sessão, Hamilton vai largar apenas em quinto, após ter sido punido com três posições nos treinos livres de sexta-feira por ter ignorado bandeiras amarelas e não ter diminuído durante um período de perigo na pista. O australiano Mark Webber, companheiro do alemão na RBR, subiu para a primeira fila.
Vettel chegou à 28ª pole da carreira e está a apenas uma de igualar a marca de 14 em uma temporada, do "Leão" Nigel Mansell em 1992 com a Williams. Em 2011, ele igualou as marcas de Ayrton Senna em 1988 e 1989 e do francês Alain Prost em 1993, que fizeram marcaram 13 em cada ano. A largada do GP da Índia está marcada para as 7h30m (de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo da Rede Globo e em Tempo Real com vídeos no GLOBOESPORTE.COM.

Felipe Massa sofreu uma quebra na suspensão no fim do treino e vai largar apenas em sexto. Ele acertou uma "tartaruga", item colocado após a zebra para impedir que os pilotos cortem caminho, e acabou batendo. O brasileiro da Ferrari escapou ileso, mas não teve a oportunidade de fazer sua volta mais rápida. Ele ficou três posições atrás do companheiro Fernando Alonso, que fez o quarto tempo, mas subiu para terceiro com a punição a Hamilton.
Os outros dois brasileiros acabaram eliminados na segunda parte do treino (Q2). Bruno Senna teve problemas com o acerto de sua Renault-Lotus, modificado pela equipe pouco antes da sessão e sai em 14º, beneficiado pela punição ao companheiro Vitaly Petrov, que perdeu cinco posições no grid após acertar Schumacher no GP da Coreia do Sul. O russo caiu para 16º. Já Rubens Barrichello, da Williams, chegou ao limite do carro e foi o 15º, duas atrás de Pastor Maldonado.

 

,

Imposto é reduzido, mas o preço da gasolina não

O governo reduzirá tributo cobrado sobre gasolina e óleo diesel, mas o preço que o consumidor pagará nas bombas continuará o mesmo.
A medida vai permitir que a Petrobras receba mais pelo combustível vendido às distribuidoras sem que o valor cobrado nos postos aumente.
De acordo com nota divulgada pelo Ministério da Fazenda, o objetivo é “amenizar as flutuações dos preços internacionais do petróleo”.
A Petrobras reclamava que o reajuste dos combustíveis no exterior e a alta do dólar vinha pressionando o caixa da empresa, que não repassava os aumentos de custos aos consumidores.
Além disso, o corte no tributo foi motivado também pelo temor do governo de que uma alta nos preços dos combustíveis contribua para elevar a inflação.
A partir de 1º de novembro, as alíquotas da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) passarão de R$ 0,192/litro para R$ 0,091/litro para a gasolina e de R$ 0,07/litro para R$ 0,047/litro para o óleo diesel. A redução, porém, valerá apenas até junho do ano que vem.
Com a medida, o governo deixará de arrecadar R$ 282 milhões neste ano e R$ 1,76 bilhão no próximo. (Folhapress)

,

Justiça dá prazo até segunda-feira para Inep se manifestar sobre o Enem

Inep havia pedido prazo de 10 dias devido à 'complexidade do assunto'. Juiz negou prazo e diz que tomará decisão com ou sem posição do Inep.

 

A Justiça Federal no Ceará, por meio do juiz federal Luiz Praxedes Vieira, determinou um prazo de 72 horas para que o Instituto de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), autarquia do Ministério da Educação responsável pela organização do Exame Nacional do Ensino Médio se manifeste a respeito da antecipação de questões do Enem por uma escola de Fortaleza.
O Inep havia pedido um prazo de 10 dias para se manifestar “tendo em vista a complexidade do assunto”, o que foi negado pelo juiz federal. “O prazo assinalado correrá minuto a minuto da hora do recebimento da intimação”, afirma o juiz. O instituto terá até 10h48 (horário de Fortaleza) de segunda-feira (31).
O Ministério Público Federal do Ceará entrou com ação na Justiça Federal pedindo a anulação total da prova ou a anulação de 14 questões antecipadas pelo Colégio Christus, de Fortaleza. De acordo com o procurador da República no Ceará Oscar Costa Filho, estas são as únicas formas de manter a isonomia do concurso entre todos os candidatos do Brasil.
Nesta sexta-feira (28), a Defensoria Pública da União também pediu a anulação de 14 questões antecipadas em 10 dias pelo Christus.

Vazamento
Na quinta-feira (27), o Ministério da Educação confirmou que as questões do Enem que vazaram estavam no pré-teste aplicado no Colégio Christus, em Fortaleza, em outubro de 2010. Ainda nesta quinta, o ministro da Educação Fernando Haddad disse que o governo tem a convicção de que dois dos 36 cadernos de pré-testes do Enem foram reproduzidos e distribuídos aos alunos pelos professores do Colégio Christus, em Fortaleza.
"Os professores recomendavam aos próprios estudantes a não divulgação desses cadernos, porque as questões ali contidas, provavelmente algumas delas cairiam na prova", afirma Haddad.
A direção do colégio não quis se manifestar sobre as declarações do ministro, na ocasião.
Por conta do problema, o MEC decidiu reaplicar a prova aos 639 alunos do Christus nos dias 28 e 29 de novembro, quando os presidiários e adolescentes que cumprem medidas socioeducativas privados de liberdade também fazem o exame.

 

,

Superintendência Regional de Polícia Rodoviária Federal


“Projeto Duas Rodas”  foi com este tema que foi realizada uma palestra educativa pela equipe da Polícia Rodoviária federal de Belém  na noite desta quinta-feira no  auditório do Sindicer para autoridades e representantes de entidades municipais. Aproximadamente 100 pessoas participaram da palestra que mostrou os riscos eminentes e as conseqüências de quem  não obedece as regras de trânsito . O Inspetor Franklin em suas palavras falou da importância  de está trabalhando a educação com as pessoas e principalmente com as crianças dentro das escolas. O projeto duas rodas deu-se inicio em castanhal e estará sendo apresentando em outros munícipes como São Miguel do guamá, Santa Maria, Irituia, Mãe do Rio entre outros. O objetivo deste projeto  é   conscientizar as pessoas e fazer com que diminua o número de acidentes de motocicletas além de mostrar a importância da regularização dos condutores de veículos. De acordo com o Inspetor Clauberdan o primeiro passo já esta sendo dado trabalhar a educação por um bom período dando assim tempo para as pessoas irem se regularizando. Prefeita Márcia Cavalcante que fez questão de participar da palestra disse como todas as letras que a Polícia Rodoviária Federal não vem para perseguir a população, seu principal trabalho será educar. Além da Prefeita Márcia Cavalcante, participaram também da reunião todos os funcionários do Demutran municipal, Padre Waldecy, Delegado Edimilson, Major da PM Rosilan, Secretários municipais e  vereadores. Este trabalho de educação dará continuidade com o Demutran municipal nas escolas do município trabalho este que terá o apoio da prefeitura municipal.

,

Dupla é flagrada com 63 "petecas de cocaína" em São Miguel do Guamá

Andréia Santos

Edson Queiroz

Apreensões

Dupla acusada de tráfico de drogas está presa em São Miguel do Guamá, cidade situada no nordeste do Pará. Edson Rodrigo Nascimento Queiroz e Andréa Santos dos Santos foram autuados em flagrante após operação conjunta de policiais civis e militares que resultou na apreensão de 63 “petecas” de pasta de cocaína. As drogas estavam em poder dos presos no bairro central no município.
Em procedimento lavrado pelo delegado Edimilson Pereira e escrivão Paulo Ricardo de Sousa, o policial militar Alexandre Pereira, da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar, contou que o flagrante foi consequência da busca a acusados de arrombar uma residência na cidade. A guarnição da PM seguiu até a rua Doutor João Chaves, bairro Centro, na areá conhecida popularmente por "Brega". Ali, ressaltou o policial, a guarnição passou a revistar as dependências de uma casa, onde funcionar um bar.
No local, os policiais fizeram a abordagem de Edson Rodrigo Nascimento Queiroz encontrado deitado em uma rede no quintal do imóvel. Durante a revista, os policiais encontraam 26 “petecas” de pasta de cocaína e R$ 87 em dinheiro com Edson. Em seguida, após autorização de Edson, a guarnição foi até um quarto onde ele estava hospedado e ali encontrou Andréia Santos que dormia no local. Em nova vistoria, os policiais militares localizaram mais 37 “petecas” de pasta de cocaína que estavam embaixo do colchão da cama. Os dois foram levados à Delegacia para lavratura do procedimento flagrancial por tráfico de drogas.

(Policia Civil)

,

Assaltantes de ônibus são transferidos para Goianésia do Pará

Marcos Garcia e Antônio Lélis
 Já se encontram presos na Delegacia de Goianésia do Pará, nordeste do Estado, Marcos Moreira Garcia e Antônio Lélis Lima da Silva que tiveram as prisões preventivas decretadas pela Justiça local pelo cometimento do crime de roubo qualificado. Os dois assaltaram um ônibus intermunicipal que fazia o trajeto de Marabá para Belém. O crime se registrou na madrugada do último dia 17, por volta de 4h. Marcos e Antônio Lélis assaltaram o transporte coletivo e subtraíram de passageiros pertences pessoais.
No mesmo dia do crime, por volta de 16h, os acusados foram presos no município de Dom Eliseu com os pertences roubados. Eles foram autuados em flagrante delito por porte ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha. De acordo com o delegado Carlos Magalhães Gomes, superintendente da região do Lago de Tucuruí, já que irão responder pelo crime de roubo qualificado no município de Goianésia do Pará, local onde tiveram a prisão preventiva decretada, a equipe da Superintendência efetuou a transferência dos acusados de Dom Eliseu para Goianésia do Pará, onde se encontram recolhidos à disposição da justiça.

(Policia Civil)

,

Falso padre de Castanhal é preso por estelionato em São Luís

O arcebispo metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira, negou ontem que o falso padre preso na última terça-feira, em São Luís (MA), Cristiano Santos da Silva, tenha deixado um rombo na arquidiocese da capital paraense, segundo declarações atribuídas ao delegado maranhense Breno Galdino pelo portal de notícias G1.

“Não tenho nenhum conhecimento dessa pessoa, ele nunca passou pela Arquidiocese de Belém”, afirmou Dom Taveira. Segundo ele, é uma “informação improcedente” e a arquidiocese não sofreu prejuízo algum. O arcebispo disse que soube somente que o falso padre “passou por Castanhal”.
Ele acrescentou que apesar de ter chegado a Belém depois dos “eventuais fatos”, o arcebispo emérito, Dom Vicente Zico, não teve conhecimento do falso padre assim como ninguém da arquidiocese.
Segundo o G1, o falso padre já atuava em São Luís há pelo menos sete meses. Ainda segundo o site, o delegado Breno Galdino teria dito que Cristiano Santos já havia celebrado casamentos e batizados e também já teria atuado falsamente como padre em uma igreja no Pará, e “deixou um rombo na arquidiocese de Belém ao não pagar o aluguel de um carro”. A informação de que padres paraenses teriam pedido apoio da Arquidiocese de São Luís para investigar o falso padre também não foi confirmada.
O bispo da Diocese de Castanhal, Dom Carlos Verzeletti, também negou que Cristiano dos Santos teria atuado como padre naquele município. Ele confirmou, entretanto, que ele é natural da Vila de Apeú, onde foi ajudante de um padre por três anos, sem dar “problema algum”.
Segundo Dom Verzeletti, o rapaz de 22 anos tentou se apresentar como padre no ano passado, mas como já era conhecido, foi logo “desmascarado” pelos padres, o que teria evitado que ele chegasse a celebrar missa ou algum tipo de sacramento no município. Depois disso “ele sumiu”.
Cristiano não foi nem mesmo seminarista, garante o bispo, que disse que o caso é de falsidade ideológica. Ele disse ainda que ontem teve contato com pessoas da Igreja de São Luís que confirmaram a informação da imprensa sobre a prisão do falso padre. “Graças a Deus que descobriram no começo”, afirmou Dom Verzeletti.
Dom Alberto Taveira afirmou que se o falso padre celebrou algum casamento ou batizado ele teria feito “uma simulação de sacramento”, porque não é ministro da Igreja. O arcebispo esclareceu que, caso seja confirmada essa informação, os casamentos e batizados feitos pelo falso padre não terão validade e que as vítimas do golpe devem procurar “as autoridades eclesiásticas”, que devem estudar a situação “caso a caso”.
O GOLPE
Segundo o jornal O Estado do Maranhão, o falso padre foi preso quando se preparava para celebrar missa no templo católico mais antigo de São Luís, a Igreja de São João Batista, no bairro de Vinhais Velho. Segundo o jornal, fiéis que já haviam assistido a missas celebradas por Cristiano disseram não ter desconfiado que ele era um impostor, pela habilidade dele com os ritos católicos. Cristiano teria contado à polícia que foi criado por padres em Castanhal e por isso conhecia as celebrações. Ele vai responder por estelionato.

Fonte: Diário do Pará

,

Aldo Rebelo é confirmado novo ministro do Esporte

A Presidência da República acaba de confirmar o deputado Aldo Rebelo como novo ministro do Esporte no lugar de Orlando Silva. A ministra Helena Chagas, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, disse que a escolha é definitiva e que o nome de Aldo será publicado no Diário Oficial de amanhã.
Ao se reunir com Aldo Rebelo no Palácio da Alvorada, a presidenta Dilma Rousseff pediu a ele que conduza o ministério com o objetivo de enfrentar “todos os desafios da Copa do Mundo e das Olimpíadas”. Aldo Rebelo disse que à tarde dará entrevista coletiva para falar sobre sua gestão.
Nascido em Alagoas, Aldo está no quinto mandato de deputado federal. Ele foi eleito pelo PCdoB de São Paulo. Jornalista e escritor, Aldo iniciou a atuação política como líder do movimento estudantil e chegou a presidir a União Nacional dos Estudantes (UNE). Ele também é um dos fundadores da União da Juventude Socialista (UJS).
Sua militância o levou a se eleger vereador em São Paulo, primeiro cargo no Legislativo. Durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (2008-2010), Aldo foi presidente da Câmara dos Deputados, ministro de Relações Institucionais e líder do governo na Câmara.
No primeiro semestre deste ano, Aldo Rebelo foi relator do projeto do novo Código Florestal, matéria que dividiu a base governista e chegou a ser aprovada na Câmara dos Deputados. A proposta agora é discutida no Senado.
Aldo é conhecido por sua postura nacionalista. Um dos projetos apresentados por ele é o que prevê a redução de estrangeirismos na língua portuguesa.
Ele assume a vaga de Orlando Silva que deixou o Ministério do Esporte depois de o STF instaurar inquérito para apurar denúncias de desvio de dinheiro em ações da pasta. Há duas semanas, o policial militar João Dias acusou o ex-ministro de participar de um esquema de desvio de recursos públicos do programa Segundo Tempo. A denúncia foi publicada pela revista Veja. Desde então, Orlando Silva vem negando participação no esquema, tendo prestado informações ao Congresso Nacional. Ele também pediu ao Ministério Público que o investigasse para garantir sua inocência.
O ex-ocupante da pasta e atual governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, também é acusado de desviar dinheiro do programa. A ministra Cármen Lúcia determinou que o inquérito que já investiga Agnelo Queiroz no Superior Tribunal de Justiça (STJ) fosse levado ao STF para que ela avaliasse se o processo deve correr em conjunto com o de Orlando Silva. De acordo com o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, há uma “relação intensa” entre os casos. Com a saída de Orlando Silva do ministério, o inquérito passa a ser conduzido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).
(Agência Brasil)

,

Governador empossa 20 novos delegados da Polícia Civil do Pará

Vinte novos delegados da Polícia Civil do Pará, aprovados em concurso público C-149, realizado em agosto de 2009, foram empossados na manhã desta terça-feira, 25, pelo governador Simão Jatene, em solenidade realizada no auditório central do Complexo da Polícia Civil, em Belém. Os policiais irão atuar nos municípios do interior do Estado onde não haviam delegados, como é o caso da região do Marajó. A meta do Governo do Estado é zerar o déficit de delegados em todo o Pará. Por esse motivo, deverá ser lançado ainda este ano mais um concurso para cargos de carreira policial na Polícia Civil com 600 novas vagas, sendo 250 para escrivães, 250 para investigadores e 100 para delegados. A solenidade contou com as presenças do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha; do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Mário Solano; da secretária de Estado de Administração, Alice Viana, e da ouvidora do Sistema de Segurança Pública, Eliana Pereira.
PARA VER OUTRAS IMAGENS DA SOLENIDADE
Durante a cerimônia, o delegado-geral da Polícia Civil, Nilton Atayde, parabenizou os novos delegados e falou sobre os desafios que eles irão enfrentar. “Ser policial é uma doação incondicional à causa pública. Muitas vezes, a polícia só é notada quando ela erra. A missão do policial não é fácil, encontramos muitas dificuldades no meio do caminho. Mas posso garantir que este cenário está sendo mudado. Obras que estavam paradas foram retomadas. Delegacias estão sendo reaparelhadas e os profissionais estão passando por cursos de qualificação constantemente”, enfatizou. O delegado Paulo Nogueira falou em nome dos novos policiais civis. Dos 20 novos delegados empossados, seis são mulheres. “A posse de hoje representa um marco em nossas vidas. Estudamos, nos preparamos e temos certeza de que vamos elevar o nome da Polícia do Pará”, disse a delegada Claudilene Maia.
Entre os novos delegados há uma curiosidade. O delegado mais novo do Brasil é o paraense Vinícius Souza, com 22 anos. “Sempre tive essa meta de me tornar um delegado. Entrei na faculdade com 16 anos e desde então não parei de estudar. Fico muito feliz em ser o delegado mais novo do país e tenho certeza de que vou representar muito bem o meu estado”, finalizou. O governador do Estado, em discurso, enfatizou sua satisfação em poder empossar novos servidores públicos. “Sempre que assino um decreto de nomeação de concursados, sinto uma enorme alegria. Lembro que quando assumimos havia 3.800 vagas ofertadas de concurso. Em nove meses, nomeamos 3.300 destas vagas, porém, enfrentamos um problema ainda maior que é a questão do cadastro de reserva. Herdamos uma lista de 70 mil servidores que estão nesta situação, e muitos são profissionais que não estamos precisando no momento. Por esse motivo, iremos fazer novo concurso chamando mais 100 delegados e com isso vamos zerar o déficit de delegados no Pará”, explicou.

,

Professores: Governo não cede à pressão

Por volta das 11h30 de ontem (26), os professores entraram no prédio da Secretaria de Estado de Administração (Sead) e resolveram ocupá-lo.
Os manifestantes foram até o local reivindicar um encontro com uma comissão de negociação, sem qualquer solicitação prévia. A ocupação, mesmo sendo pacífica, gerou tumulto nos corredores e impediu que os funcionários continuassem a trabalhar.
Um pequeno grupamento policial foi mantido no local para garantir a integridade do patrimônio público. “A gente reafirma que vai ficar aqui enquanto não houver uma sinalização para a negociação final. Nós não vamos desocupar o prédio; a greve continua”, afirmou Willians Silva, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp). Diante do impasse, o coronel PM Daniel Mendes se reuniu com uma comissão dos manifestantes e transmitiu a mensagem do governo do Estado, de que não haveria negociação sob pressão. Em seguida, servidores e policiais se retiraram do prédio. Cerca de 30 minutos depois, os manifestantes também deixaram o local.
A ocupação, segundo os manifestantes, simbolizava uma tentativa de pressionar o governo do Estado para o pagamento do piso nacional de R$1.187,00 da categoria, que já está em greve desde o dia 26 de setembro. Os grevistas queriam negociar com o governo a questão, mesmo com uma audiência conciliatória marcada para esta sexta-feira. “Não abriremos mão dos nossos direitos”, disse Williams Silva.
A titular da Sead, Alice Viana explicou, em entrevista coletiva, a ausência. “Não havia motivo concreto que justificasse nossa ida. Até mesmo por respeito aos funcionários que estavam trabalhando e tiveram suas atividades interrompidas. Há um processo de negociação em curso. Nunca houve necessidade de invasão de patrimônio público”, disse, na sede da Procuradoria Geral do Estado (PGE).
“Fomos surpreendidos com esse ato do sindicato”, afirmou o procurador-geral, Caio de Azevedo Trindade. Ele declarou ainda que, se necessárias, as medidas legais serão adotadas. “Nós vamos avaliar os prejuízos e as medidas judiciais que devem ser tomadas”.
SEGURANÇA
Nenhuma intervenção pela força se mostrou necessária. Já passava das 15h quando os grevistas decidiram deixar o edifício. Na manhã de hoje, haverá uma assembléia geral no Centro Social de Nazaré. Na ocasião, eles votam se aceitam ou não as propostas do governo de integralização do pagamento do piso nacional em até 12 vezes a partir de janeiro de 2012 e efetuar o pagamento retroativo mediante decisão do Supremo Tribunal Federal e a devolução dos valores dos dias descontados já no próximo contracheque.
O governo alega que depende de repasse de recursos do Ministério da Educação (MEC) para poder efetuar o pagamento imediato. A alternativa de integralização em até 12 vezes é considerada na hipótese do governo federal não realizar o repasse. “Nós fizemos exaustivas reuniões com o sindicato em que foram demonstrados que o Estado não tem capacidade (de efetuar sozinho a integralização de imediato do piso nacional)”, lembrou Alice.
No entanto, para os manifestantes, o governo tem capacidade financeira para pagar. Caso do professor de Educação Física, Beto Andrade, de 33 anos. “Nós estamos há dez meses negociando. Temos notas técnicas que mostram que o governo tem recursos”.
Segundo Carlos Abicalil, secretário de Articulação do MEC, que cumpria agenda de trabalho em Belém, o ministério vai analisar se os problemas são de falta de recursos ou de alguma dificuldade do governo de distribuí-lo. “Mas isso nós só poderemos confirmar em janeiro, com o término da gestão. Se ficar comprovado que o Pará vai carecer de repasse, aí a União não poderá fugir de sua responsabilidade, desde que tenha cumprido a aplicação mínima de 25% em educação. O que não é fato é o repasse agora de um novo aporte”.

,

As mudanças no ministério de Dilma

Equipe que tomou posse em 1º de janeiro de 2011 sofreu alterações. Veja as trocas de ministros desde o início do mandato da presidente.

 

,

Lyoto Machida receberá apoio do governo e empresas

O lutador Lyoto Machida e o titular da Secretaria de Esporte e Lazer (Seel), Marcos Eiró, reuniram-se na manhã de hoje (26), na sede da secretaria, para definir o apoio do Governo do Estado ao ex-campeão dos meios pesados em sua próxima luta, no dia 10 de dezembro, em Toronto, no Canadá. Além do Governo do Estado, Machida também terá o apoio de mais duas empresas: o Grupo Y. Yamada e a empresa de telefonia Claro.
“Estou tendo um grande apoio do governador Simão Jatene e acho que esse tipo de parceria é fundamental para o desenvolvimento do esporte. No dia 10 de dezembro, com certeza nós teremos uma grande performance para mostrar que esse cinturão pode estar aqui com a gente”, afirmou Machida.
“Sempre é um orgulho defender o nosso Estado e juntamente com isso, trazer as empresas que fazem parte desse Estado e é com muito prazer e com muita vontade que eu vou estar sempre levantando essa bandeira”, completou.
Para o secretário de Esporte e Lazer, Marcos Eiró, o patrocínio para a preparação de Machida demonstra a preocupação do governo em apoiar e incentivar esportistas paraenses. “Essa foi uma promessa do governo atual, de trazer de volta os grandes eventos e dar apoio ao esporte paraense. E o Lyoto é um exemplo disso. Ele levanta a auto-estima do nosso povo e merece todo carinho e respeito como atleta”, afirmou o secretário.

,

Aniversário de São Miguel do Guamá.


,

Orlando Silva deixa o ministério

Titular do Esporte é o quinto ministro a cair sob denúncia de irregularidade. Silva sempre negou desvio de verba e disse que policial que o acusou mente.

O ministro do Esporte, Orlando Silva, deixou o cargo no início da noite desta quarta (26) após uma reunião de mais de uma hora com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto.
A saída de Orlando Silva é o resultado de quase duas semanas de desgaste político depois da divulgação da denúncia de que o ministro teria participação em um esquema de desvio de dinheiro público do Segundo Tempo, um programa do federal destinado a promover o esporte em comunidades carentes.
O próprio ministro fez o anúncio, em uma entrevista coletiva depois do encontro com a presidente. Silva, que tinha ao lado o presidente nacional do PC do B, Renato Rabelo, disse que examinou com Dilma a "crise" que, segundo afirmou, foi produzida com as denúncias sobre ele.
"Examinamos essa crise criada nos últimos dias, os ataques que sofri. Reafirmei para a presidente que não há, não houve e não haverá prova que possa comprometer minha honra", declarou.
Silva disse que foi ele quem tomou a iniciativa de pedir demissão. "Eu pedi o afastamento do governo. Decidi sair do governo para que possa defender a minha honra, o trabalho do Ministério do Esporte e defender o meu partido", afirmou. "Saio com o sentimento do dever cumprido. A injustiça está em calúnias ganharem ar de veracidade."
O presidente do PC do B, Renato Rabelo, disse que a decisão sobre o substituto de Orlando Silva "cabe à presidenta da República. O que posso adiantar é o seguinte: a presidenta vai resolver isso logo".
Segundo ele, o partido mantém "relação de grande intimidade e grande identidade" com o governo da presidente Dilma Rousseff. "Contribuímos para o êxito e a vitória de Lula em 2002 e em 2006 e agora da presidente Dilma, em 2010", declarou.
Rabelo afirmou que Orlando Silva é "honesto, competente e de grande capacidade". "Nada do que o acusam foi provado", disse.
A crise
A demissão do ministro se deu um dia depois do anúncio de que o Supremo Tribunal Federal autorizou a instauração de inquérito para investigar o ministro, a pedido da Procuradoria Geral da República.
No fim da tarde desta quarta, o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, anunciou que Silva deixaria o comando da pasta e que a "tendência" é de que o ministério fique com o PC do B e de que haja uma solução de "interinidade", para que depois assuma um sucessor definitivo.
Silva foi acusado pelo policial militar João Dias Ferreira, em reportagem publicada pela revista "Veja" no domingo (16), de ter recebido um pacote com notas de R$ 50 e R$ 100 na garagem do ministério.
O ministro sempre negou participação no suposto esquema e afirmou que não há provas contra ele. Em audiência no Senado, disse que a denúncia era uma tentativa de tirá-lo à força do ministério. Também classificou a acusação como uma "reação" à cobrança, pelo ministério, de cerca de R$ 3 milhões de ONGs do policial por suspostas irregularidades em convênios.

João Dias foi preso no ano passado na Operação Shaolin, deflagrada pela Polícia Civil do DF para investigar fraudes no programa Segundo Tempo. As ONGs de João Dias, relacionadas ao kung-fu, são suspeitas de desviar verba de convênios assinados com o Ministério do Esporte. Ele tem audiência prevista para a próxima terça-feira (25), na Câmara.
A Controladoria-Geral da União pede a devolução de mais de R$ 4 milhões repassados pelo Ministério do Esporte a entidades de João Dias.
A situação do titular do Esporte ficou insustentável após o retorno ao Brasil da presidente Dilma Rousseff, que passou a semana em viagem à África. Aol chegar, na noite desta quinta (20), ela se reuniu com os ministros José Eduardo Cardozo (Justiça), Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e Ideli Salvatti (Relações Institucionais), além do secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho para tratar da crise.
Outros ministros
Com a saída de Orlando Silva, são cinco os ministros que deixaram o governo sob denúncias de irregularidades após quase dez meses do mandato da presidente Dilma Rousseff.
Antes de Silva, pediram demissão Antonio Palocci (Casa Civil), por suposto enriquecimento ilícito; Alfredo Nascimento (Transportes), após suspeitas de superfaturamento em obras de rodovias; Wagner Rossi (Agricultura), que usou jatinho de uma empresa privada que tinha contratos com o ministério; e Pedro Novais (Turismo), após denúncias de irregularidades no uso de verbas oficiais quando exercia o mandato de deputado.

Nelson Jobim saiu da Defesa após a crise política motivada por declarações – que ele nega ter dado – de que as colegas de ministério Ideli Salvatti e Gleisi Hoffmann eram “fraquinhas”.
Perfil
Baiano de Salvador, Orlando Silva nasceu em 27 de maio de 1971 e chegou ao Ministério do Esporte em 2003. Por três anos, ocupou várias secretarias da pasta, então comandada por Agnelo Queiroz. Foi secretário Nacional de Esporte, secretário Nacional de Esporte Educacional e secretário-executivo do Ministério do Esporte. Com a saída de Agnelo para tentar uma vaga no Senado, ele assumiu o comando do ministério.
Desde então, Silva teve desafios como os Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro, e a candidatura vitoriosa do país na Copa do Mundo. Acompanhou também a disputa com Madri, Tóquio e Chicago para sediar os Jogos de 2016.
Polêmicas também fizeram parte do currículo do ministro, como o escândalo dos cartões corporativos, em 2008, que resultou na saída da então ministra da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro. Ele teria usado o cartão de crédito corporativo para a compra de uma tapioca no valor de R$ 8,30.
Na época, ele alegou que realizou o gasto por engano porque o cartão pessoal seria parecido com o corporativo, e decidiu devolver ao Tesouro Nacional mais de R$ 30 mil em despesas feitas em 2006 e 2007 no cartão corporativo.
Orlando Silva também foi presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), entidade que atualmente tem ex-dirigentes na cúpula do Ministério do Esporte.

 

,

Secretária de Educação realiza III Conferência Municipal de Educação.


Está acontecendo desde ontem 25, a III CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, com o tema: “Diversidade e Inclusão: Novos Rumos para a Educação Guamaense”. Na noite de ontem foi feita a abertura da conferência as 8:30hs com a participação da prefeita Marcia Cavalcante, Secretário de Educação Paulo Lira, Secretário de Administração e Secretária de Promoção Social, com participação de mais de 600 (seiscentas) pessoas da área da Educação.

A prefeita Marcia Cavalcante em seu Pronunciamento, agradeceu a presença de todos e disse, vai continuar com as reformas das escolas tanto da cidade quanto do interior do município, ela como prefeita precisa pra fazer uma boa administração conta com a ajuda de todos e principalmente dos professores, disse ainda que os Diretores das Escolas estão fazendo uma boa administração, finalizou.

O secretário de Educação Prof° Paulo Lira, disse em seu pronunciamento, no momento de realizarmos nossa III Conferência Municipal de Educação com o tema: “Diversidade e Inclusão: Novos Rumos para a Educação Guamaense” percebemos a grandiosidade do mesmo e os desafios a serem vencidos para que a escola vivencie a diversidade e a inclusão. Disse ainda, quando falamos em identidade da escola, muitas vezes não levamos em conta a pluralidade cultural presente na mesma, pois até as politicas públicas em sua maioria sempre trabalhavam para homogeneizar a escola, anulando as perspectivas de diversidade, a final todos reagimos diante do meio social e nossos alunos precisam aprender a conviver com as diferenças e adquirir saberes com as mesmas. Nossa cultura tem experiência ainda pequena em relação à inclusão e qualidade de educação e isto ainda é um sonho a ser alcançado, um caminho a ser construído, com a necessidade de muitas mudanças para termos o sucesso desejado, finalizou Paulo Lira secretário de Educação.

Criado em © 2011
Desenvolvido por. Bruno Tavares | brunoperfectt@live.com

Twitter