• Clique Aqui
  • Clique Aqui

Archive for Março 2013

,

Desarticulado esquema do "disque-drogas" em São Miguel do Guamá

Flagrado com drogas e moto usada em distribuição


Uma operação policial resultou na prisão em flagrante de Luiz Carlos Ramos dos Santos, 23 anos, de apelido “Carlinhos”, nesta sexta-feira, 22, no centro da cidade de São Miguel do Guamá, nordeste paraense, sob acusação de tráfico de drogas. Sob o comando do cabo Wagner, da Polícia Militar, o crime foi flagrado em ronda ostensiva pela cidade. Ao ser abordado e revistado, o acusado portava um frasco de perfume dentro do qual havia 16 petecas de pasta de cocaína.
Ele estava em uma motocicleta usava na distribuição de drogas na cidade, por meio do esquema criminoso apelidado de "disque-drogas", pelo qual usuários entram em contato com os traficantes que enviam a droga até o local onde está o comprador. A prisão ocorreu por meio de denúncia anônima de que o acusado estaria em uma motocicleta distribuindo drogas na cidade.
Os policiais militares, de imediato, passaram a fazer uma ronda até localizar e prender o indiciado, que foi apresentado ao delegado Ronaldo Lopes, titular da Delegacia de São Miguel do Guamá. O policial civil salientou que é fundamental a participação da sociedade para o combate ao tráfico de drogas no município por meio de denúncias anônimas. "As pessoas devem ligar para o telefone funcional da Delegacia, que é o (91) 9978.5013 ou pelo fone 181 do Disque-Denúncia", explica. Luiz Carlos foi autuado no artigo 33, de lei de nº 11.343/06, por tráfico de drogas, e poderá ser condenado até 15 anos de reclusão. O delegado informa também que desde que chegou à cidade, em dezembro do ano passado, já foram presos 43 traficantes de drogas. As prisões, frisa Lopes, têm ajudado na diminuição dos índices de violência e de criminalidade em São Miguel do Guamá.

,

Homem comete suicídio se jogando embaixo de carro na Br-010 em São Miguel do Guamá


Um homem conhecido por Zezinho cometeu o suicídio por volta das 11h00 desta sexta-feira (22) na Br-010 entrada da cidade de São Miguel do Guamá  (Pa) no perímetro do bairro Vila Sorriso. Ele  se jogou embaixo de uma carro.

,

Equipe da Delegacia de São Miguel do Guamá prende homicida


O trabalho de investigação realizado pela equipe de policiais civis da Delegacia de São Miguel do Guamá, nordeste paraense, resultou na captura de Juliano Trindade Travasso, de apelido “Ravenga”, acusado da autoria de homicídio. A equipe de investigação formada pelos investigadores Vasconcelos e Rosana, e escrivã Geovane Santos, sob o comando do delegado Ronaldo Lopes, prendeu o acusado logo após o homicídio duplamente qualificado. A vítima é Marcos Antônio de Souza Gama Filho, conhecido por "Gordo", 18 anos, morto na Praça do Iraque, bairro Padre Ângelo. O motivo do crime teria sido vingança. As investigações mostraram que a vítima, no ano de 2011, teria assassinado o tio de "Ravenga". 
Juliano Travassos
Como vingança, o acusado teria passado a perseguir o acusado que acabou baleado, no último dia 18. "Gordo", após o baleamento, ainda foi socorrido no hospital local e depois levada ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Belém, mas não resistiu. Antes de morrer, a vítima chegou a falar para familiares que os autores do crime eram dois homens. Um deles conhecido como "Ravenga".
O outro seria o primo do acusado conhecido por Vando, cujo nome é Evandro Guedes Ribeiro, 23 anos, foragido do presídio de Paragominas e que está com mandado de prisão pela prática de tráfico de drogas. O preso já responde a um outro crime de homicídio ocorrido no ano de 2011 e estava na condição de liberdade provisória concedida pela Justiça. O delegado Ronaldo Lopes pede que a sociedade continue a denunciar o paradeiro de criminosos, em São Miguel do Guamá, como no caso do outro acusado do crime, conhecido como Vando. Basta telefonar para o fone 181, o Disque-Denúncia.

,

Sessão devolve mandatos cassados pela ditadura


“A graça divina me permite viver um momento como este que incorpora a justiça mais de meio século após eu ter conquistado mais de 70% dos votos dos paraenses e ter chegado ao governo do Estado e depois ter o mandato cassado, usurpado pela ditadura militar”, definiu o ex-governador Aurélio Corrêa do Carmo que, com quase 92 anos, foi um dos políticos cassados pelos militares, após o golpe militar de 1964, que recebeu o mandato de volta, simbolicamente, da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (AL). 
O golpe militar mergulhou o país em um regime de exceção de direitos durante mais de duas décadas e, ontem, até políticos cujos partidos foram apoiadores do golpe, se uniram para rechaçar a ditadura militar. 
Visivelmente emocionado, contudo sereno, Aurélio do Carmo agradeceu a todos que lutaram pela democracia e pela organização da solenidade de devolução dos mandatos políticos cassados durante a ditadura no Pará.
A solenidade realizada na AL e presidida pelo deputado Márcio Miranda (DEM) foi proposta pelo presidente da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos e pelo ex-deputado estadual e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Nelson Chaves, seguindo o exemplo do Congresso Nacional, que restituiu os mandatos dos parlamentares federais cassados pelo regime militar.
Além de Aurélio do Carmo, o único político que ainda em vida obteve a reparação da violência contra a democracia foi o ex-deputado estadual Amilcar Moreira. “Embora tardio, me sinto feliz com esse reconhecimento. Significa uma reparação pelo erro cometido contra nós parlamentares cassados injustamente”, afirmou Moreira, também emocionado. Ele acredita que este tipo de ato, mesmo simbólico, ajuda as novas gerações a conhecer a história e a lutar para que esta violência não ocorra novamente.
DIPLOMAS
Os diplomas dos outros políticos beneficiados post morten com a devolução simbólica dos mandatos, foram repassados aos familiares. Foram cassados os deputados estaduais Álvaro Kzan, Benedito Mutran, Dionísio Bentes Carvalho, José Manoel Ferreira, Laércio Barbalho, Maravalho Narciso Belo, Nagib Mutran, Ney Brasil e Ney Peixoto. Também foram homenageados os deputados federais do Pará com mandatos cassados pelo regime militar: Américo Silva, Clóvis Ferro Costa, Sílvio Braga, Gilberto Azevedo, Océlio Medeiros e Hélio Gueiros, além do ex vice-governador Newton Bularmaqui de Miranda.
REFLEXÃO
Além do presidente da OAB-PA, a solenidade contou com a presença do presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB nacional, do senador Jader Barbalho, representantes de diversas entidades locais, governo do Estado, Prefeitura de Belém, Judiciário e Ministério Público e dos tribunais de contas. 
“Este é um momento para festejar, mas também de reflexão para os mais jovens. É fundamental fazer um retrospecto da história, porque ela foi contada pelos poderosos da época”, afirmou o senador Jader Barbalho, que junto com o filho e presidente da Federação das Associações dos Municípios do Estado do Pará (Famep) Helder Barbalho, recebeu o diploma de restituição do mandato cassado do então deputado estadual Laércio Barbalho, pai do senador.
Jader lembrou que Aurélio do Carmo e Laércio Barbalho foram amigos e companheiros de lutas políticas. Ele lembrou que o governador Aurélio do Carmo foi eleito com ampla maioria de votos e que, mesmo depois de cassado, continuou honrando o povo do Pará, após ter sido conduzido ao desembargo no Tribunal de Justiça do Estado, indicado pela OAB-PA. 
Também enfatizou a luta de Laércio Barbalho que, segundo o senador, efetivamente fazia oposição ao regime militar e foi cassado pelo AI-5. “Que esta iniciativa da Assembleia Legislativa sirva de exemplo para os eventuais detentores do poder, aqueles que se iludem, que saibam que o poder é efêmero, transitório e que o julgamento da história é implacável”, ressaltou Jader.
Defesa da Comissão da Verdade no Pará
O conselheiro Nelson Chaves comparou a ruptura do Estado democrático de direito a uma catástrofe, onde as consequências são muitas vítimas da violência de um período obscuro. Chaves afirmou que Aurélio do Carmo, após conquistar seus direitos políticos nunca deixou de votar, apesar da idade avançada o facultar deste dever.
“Este é um ato histórico de restituição dos mandatos que, mesmo simbolicamente, pratica a cultura de respeito à democracia e repudia as formas ditatoriais de governo”, ressaltou Vasconcelos. 
Ele enfatizou a necessidade do Estado do Pará criar a Comissão da Verdade, como outros Estados já fizeram. “Esperamos que este ato sensibilize o governo estadual, pois estamos muito atrasados na elaboração da lei de criação da Comissão Estadual da Verdade”, cobrou .
Da mesma forma, Wadih Damous, presidente da CDH da OAB nacional, explicou que nada pode deter a verdade, especialmente no Pará, um Estado onde ocorreu a Guerrilha do Araguaia. “A Comissão de Direitos Humanos da OAB dá um ultimato à Comissão da Verdade: devolva aos familiares os mortos da guerrilha do Araguaia”, cobrou Damous.
(Diário do Pará)

,

Anvisa suspende os produtos com soja da marca Ades


Está suspensa a fabricação, distribuição, comercialização e consumo, em todo o território nacional, de todos os lotes dos produtos 'alimento com soja' da marca Ades, "por suspeita de não atenderem às exigências legais e regulamentares" do órgão.

A medida da  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)  foi publicada nesta segunda-feira (18) no Diário Oficial da União (DOU).

Na semana passada, a Unilever anunciou um recall de um lote do suco de maçã AdeS por contaminação com produtos de limpeza. A empresa alertou que a ingestão da substância pode provocar queimaduras.

A suspensão abrange todos os lotes dos produtos com os sabores de abacaxi, vitamina banana, cereais com mel, zero frapê de coco, chá verde com tangerina, zero laranja, chá verde com limão, zero maçã, chocolate clássico, zero original, chocolate com coco, zero pêssego, frapê de coco, zero vitamina banana, laranja, zero uva, maçã, laranja, manga, maracujá, melão, morango, uva, original, pêssego, shake morango. Alguns sabores tiveram suspensão em mais de um tipo de embalagem.

De acordo com a Unilever, cerca de 96 unidades do produto estão inapropriadas para o consumo humano (lote com as iniciais AGB 25, fabricado em 25/02/2013, com validade até 22/12/2013). As embalagens com o produto contaminado foram distribuídas nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

A empresa solicita que os consumidores verifiquem o produto já adquirido e, caso se trate do lote mencionado, não o consumam e entrem em contato gratuitamente pelo SAC (0800 707 0044), das 8h às 20h, ou pelo e-mail (sac@ades.com.br).
(DOL)

,

Saída de pescado do Pará está proibida


A saída do pescado em todo território paraense está proibida até o dia 29 de março. Os órgãos de fiscalização, como Ibama, Polícias Militar e Civil, Marinha, entre outros, estão em alerta para evitar a exportação ilegal do pescado paraense e cumprir o decreto publicado nesta sexta-feira (15), pelo Governo do Estado.
O titular da Secretaria de Pesca e Aquicultura do Estado (Sepaq), Henrique Sawaki, e a diretora, Jossandra Pinhero e equipe de técnicos coordenam a operação, mesmo sem ter a competência de fiscalizar.
Com o intuito de garantir o abastecimento de peixe e o preço acessível deste produto no Pará neste período da Semana Santa – visto que muitas toneladas da produção paraense de pescado são exportadas para outros Estados – o decreto visa suspender a emissão de documentos necessários para movimentação de toda e qualquer espécie de pescado in natura, fresco, resfriado e curado (salgado) para fora do Estado. Está fora dessa lista o pescado congelado e com Serviço de Inspeção Federal (SIF), expedido em favor de indústrias registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).
Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) também fica autorizada a suspender a emissão de Guia de Transporte Animal (GTA) para pescados vivos, assim como a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), a suspender a emissão de Nota Fiscal para comercialização e circulação de pescado para fora do Estado.
O decreto ainda ressalta a busca de parcerias, através da Sepaq, para implantar a Feira do Pescado, que neste período tem a ação intitulada "Peixe Pra Valer", no período de 26 a 28 de março. Na maioria dos interiores, assim como em Belém, as feiras serão realizadas nos dias 27 e 28 de março. Porém, em alguns municípios, poderá haver feira também no dia 26.
Para participar, os aquicultores interessados no programa deverão oferecer pescado oriundo de cativeiro, nos pontos de venda pré-estabelecidos pela Sepaq, disponibilizando, no mínimo, 50 toneladas do produto. Já as indústrias terão que disponibilizar essa mesma quantidade a preços subsidiados. Todos que se comprometerem a fornecer pescado para comercialização durante a ação ficarão responsáveis pela estrutura de venda e limpeza do local.
Em Belém, a Sepaq promoverá dois dias de venda de peixe em 14 pontos distintos. São eles: Fundação Tancredo Neves (Centur), Entroncamento, Paróquia São Domingos de Gusmão (Terra Firme), UFPA, Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Pedreira), Paróquias São João Batista e Nossa Senhora das Graças (Icoaraci), galpão da estrada Evandro Bona (Outeiro), Centro Comunitário Nova Marambaia, Curro Velho, Uepa, Ceasa, Carananduba (Mosqueiro) e sede da ONG Ação Social Comunidade Amiga (Pratinha).
As espécies de peixes serão variadas e a preços populares, no mínimo 10% menores do que em feiras abertas e supermercados. Outros produtos também serão oferecidos ao consumidor paraense, como camarão rosa, ostra, caranguejo, bacalhau, entre outros. Todo ano, esta promoção alcança pleno sucesso atraindo multidões a cada ponto de venda. A maioria das feiras funcionará no horário das 8h às 14h. Pontos de venda como a Central de Abastecimento do Pará (Ceasa) terão horários específicos. No caso do Ceasa, das 3h às 12h.
No interior do Estado, até o momento, 29 municípios já confirmaram presença na ação "Peixe Pra Valer" deste ano. São eles: Santarém, Alenquer, Belterra, Mojuí dos Campos, Tucuruí, Breu Branco, Goianésia, São Miguel do Guamá, Curuçá, Terra Alta, Santo Antônio do Tauá, Água Azul do Norte, Redenção, Santa Maria das Barreiras, Tucumã, Xinguara, Conceição do Araguaia, São Félix do Xingu, Ourém, Ananindeua, Marituba, Santa Izabel do Pará, Benevides, Castanhal, Soure, Cachoeira do Arari, Ponta de Pedras, Augusto Corrêa e Tracuateua.
Algumas espécies já estão com preços tabelados para serem ofertados nos pontos de venda da ação "Peixe Pra Valer". Veja:
Bagre - R$ 3,90
Piramutaba - R$ 4,10
Pescada gó - R$ 5,60
Pescada branca - R$ 5,60
Corvina - R$ 6,60
Dourada - R$ 6,60
(DOL)

,

Cardeais foram escolher novo Papa 'no fim do mundo', diz Francisco I


Cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio foi eleito no 2º dia de conclave.
Primeiro Papa latino-americano vai suceder Bento XVI, que renunciou.



O conclave elegeu nesta quarta-feira (13) o cardeal Jorge Mario Bergoglio, argentino, como novo Papa, Francisco I, sucessor de Bento XVI à frente da Igreja Católica Apostólica Romana.
Ele se torna o 266º Papa da história, e o primeiro latino-americano.
Em sua primeira bênção, para uma Praça de São Pedro lotada de fiéis apesar da chuva, o argentino afirmou que "parece que seus colegas cardeais foram buscar o Papa no fim do mundo", em uma referência à sua Argentina natal.
Em tom sério, ele pediu aos cerca de 1,2 milhão de católicos do mundo a "empreender um caminho de fraternidade, de amor" e de "evangelização".
Ele também agradeceu ao seu predecessor, o agora Papa Emérito Bento XVI, em um gesto sem precedentes na Igreja moderna: um Papa agradecendo a um sucessor vivo.
"Rezem por mim, e nos veremos em breve", disse, acrescentando que, nesta quinta, pretende rezar para Nossa Senhora.
"Boa noite a todos e bom descanso", finalizou, na varanda da Basílica de São Pedro, sob aplausos da multidão.
Anúncio
O nome do escolhido pelos 115 cardeais foi anunciado pelo mais velho dos cardeais-diáconos, o francês Jean-Louis Tauran, e recebido com aplausos. Também houve festa na Basílica de Buenos Aires, em que 200 fiéis assistiam a missa no momento do anúncio.

A decisão surpreendeu, pois o argentino, citado inicialmente, não aparecia nas últimas listas de favoritos, que incluíam o brasileiro Dom Odilo Scherer e o italiano Angelo Scola.
O novo Papa, um jesuíta de 75 anos, assume com a função de manter a unidade de uma igreja que, nas palavras de seu próprio antecessor, está dividida e imersa em crises.
A fumaça branca apareceu por volta das 19h08 locais (15h08 de Brasília), e foi recebida com festa pela multidão que tomava a Praça de São Pedro. Os sinos da Basílica de São Pedro tocaram.
Perfil
Nascido em 17 de dezembro de 1936, em Buenos Aires, na Argentina, Jorge Mario Bergoglio formou-se engenheiro químico, mas escolheu posteriormente o sacerdócio, entrando para o seminário em Villa Devoto. Em março de 1958, ingressou no noviciado da Companhia de Jesus (jesuítas). Em 1963, ele estudou humanidades no Chile, retornando posteriormente a Buenos Aires.

Entre 1964 de 1965, Bergoglio foi professor de literatura e psicologia no Colégio Imaculada Conceição de Santa Fé e, em 1966, ensinou as mesmas matérias em um colégio de Buenos Aires. De 1967 a 1970, estudou teologia.
Em 13 de dezembro de 1969, foi ordenado sacerdote.
Bergoglio foi reitor da Faculdade de Filosofia e Teologia de San Miguel, entre 1980 e 1986.
Após completar sua tese de doutorado na Alemanha, serviu como confessor e diretor espiritual na cidade de  Córdoba.
Em 1992, Bergoglio foi nomeado bispo titular de Auca e auxiliar de Buenos Aires. Em 1997, ele foi nomeado arcebispo titular de Buenos Aires.
Também atuou como presidente da Conferência Episcopal da Argentina de 2005 até 2011.
Foi criado cardeal pelo então Papa João Paulo II, no consistório de 21 de fevereiro de 2001.
Conclave
O conclave, votação secreta que escolhe o novo pontífice, foi convocado após a renúncia de Bento XVI, anunciada em 11 de fevereiro e concretizada em 28 de fevereiro.

Bento XVI saiu alegando que não tinha mais forças para a tarefa de liderar a igreja. Seupontificado foi marcado por várias crises, pelo escândalo do acobertamento da pedofilia e pelo vazamento de documentos secretos no chamado escândalo VatiLeaks.
O conclave ocorreu após dez congregações gerais de cardeais, nas quais os problemas da igreja foram debatidos exaustivamente, em meio a muitas especulações e conversas de bastidores sobre os prováveis papáveis.
A imprensa italiana afirmou que um dos principais temas das congregações foi um dossiê preparado no ano passado, a pedido do hoje Papa Emérito Bento XVI, sobre irregularidades na Cúria Romana. Cardeais estariam pressionando pelo acesso ao documento. Questionados abertamente, o Vaticano e cardeais minimizaram a importância do documento.
Renúncia de Bento XVI
O alemão Bento XVI, desde 28 de fevereiro Papa Emérito, anunciou em 11 de fevereiro que havia decidido renunciar.

Ele foi o primeiro pontífice a renunciar em mais de seis séculos, o que criou situações praticamente inéditas para a Igreja Católica Apostólica Romana.

Desde a renúncia, Bento XVI está em Castel Gandolfo, a residência de verão dos Papas, que fica a cerca de 25 km do Vaticano. Ele permanecerá lá por dois meses e depois ficará recluso num antigo convento sobre as colinas do Vaticano, com vista para a cúpula da Basílica de São Pedro.

Fonte: G1


,

Novo papa é escolhido no Vaticano


A notícia que o novo Papa foi eleito saiu às 15h de quarta-feira (13), horário deBrasília (DF), e ganhou o mundo em poucos instantes. Quem permaneceu na Praça São Pedro pode acompanhar a saída da fumaça branca pela chaminé da Capela Cistina, no Vaticano, obedecendo a tradição.
A multidão, formada por pessoas de várias nacões, que acompanha aeleição Papal comemora a notícia com muito entusiasmo, mesmo em baixo de chuva.
O nome do pontífice será anunciado até o final da tarde por representantes da Igreja. Em seguida, o Papa eleito fará uma saudação aos milhares de fiéis que se reúnem na praça São Pedro.
(Marcela Brabo/DOL) 

,

Bimotor cai em Almeirim, noroeste do Pará, e deixa mortos


Dez corpos foram localizados, segundo o Instituto Médico Legal.
Aeronave levava funcionários para hidrelétrica no Amapá.


Dez pessoas morreram após um acidente com um bimotor no município de Almeirim, na região noroeste do Pará. O acidente aconteceu por volta das 20h30 desta terça-feira (12) e o avião foi encontrado no início da manhã desta quarta-feira (13). A aeronave levava funcionários para a Usina Hidrelétrica Santo Antônio do Jari, no estado do Amapá, e caiu a 20 km do aeroporto de Monte Dourado.
O avião modelo Embraer 821-Carajá, prefixo PT-VAQ, da companhia de táxi aéreo Fretax, fretado pela Cesbe (companhia de engenharia responsável pela construção da hidrelétrica), saiu de Belém às 19h, com dez pessoas a bordo – o piloto e mais nove trabalhadores da Cesbe.
O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa) realiza um mapeamento dos destroços do bimotor, encontrados numa região de mata de uma vila da região. As razões da queda da aeronave serão investigadas.
Peritos do Instituto de Criminalística e auxiliares do Instituto Médico Legal (IML) foram enviados ao local do acidente para fazer a remoção dos dez corpos localizados.
Em nota, a Fretax confirmou que dez pessoas morreram no acidente e lamentou o ocorrido com a aeronave de sua propriedade. A empresa disse que as causas serão apuradas. "No momento, a empresa está prestando total assistência aos envolvidos no sinistro, bem como tomará todas as providências junto aos seus familiares, que receberão todo suporte e informações necessárias. A aeronave encontrava-se plenamente aeronavegável e estava com todas as revisões atualizadas, e o tripulante com habilitação e exame médico válidos", informou a Fretax.
Fonte: G1

,

Presos envolvidos na morte do investigador Lúcio Barros

Yuri, Luiz Fernando e Marilyn


Já estão presos dois envolvidos na morte do investigador da Polícia Civil, Lúcio Barros. Um terceiro envolvido no crime morreu após resistir à prisão e atirar contra policiais civis e militares. A arma do policial civil, uma pistola calibre .40,  foi recuperada em poder do homem que morreu. A arma chegou a ser usada pelo criminoso contra os policiais. Uma mulher, que dava proteção aos envolvidos no crime, foi presa em flagrante com um revólver calibre 38 e 45 "petecas" de cocaína. Outros dois envolvidos no crime estão sendo procurados. As investigações, cujo inquérito é presidido pelo delegado Lenoir Cunha, da Divisão de Homicídios, foram rápidas e resultaram na célere localização dos bandidos, ainda na noite de ontem, após o policial civil ser baleado e morrer. Na fuga, os bandidos levaram a pistola da vítima.
Com 12 anos de Polícia Civil, o investigador Lúcio Barros tinha 39 anos e iria, no próximo domingo, formar-se no curso de Direito. Ele foi baleado após perceber um assalto que ocorria em um comércio, situado ao lado de sua casa, na rua Curuçá, bairro do Umarizal, em Belém. Ao todo, conforme o delegado Lenoir Cunha, quatro bandidos participaram do crime. A vítima ainda chegou a ser levada ao Hospital Saúde da Mulher, onde passou por cirurgia, mas não resistiu.
Arma, munição e drogas apreendidas

De imediato, diversas unidades das Polícias Civil e Militar, como Divisão de Homicídios, Seccional Urbana da Pedreira e Divisão de Repressão a Furtos e Roubos, saíram em perseguição aos bandidos. O primeiro a ser preso foi Yuri José Araújo da Silva, 19 anos, de apelido "De Menor", na rua Coronel Luiz Bentes, no Telégrafo. Interrogado, ele confessou a participação no crime e informou os nomes dos comparsas. Os policiais saíram em busca à quadrilha e encontraram, inicialmente, Ney Mark de Souza Queiroz, de apelido "Nei Capacete", que, ao ser localizado pelos policiais, na Rua Secundária, próximo à Avenida Almirante Wandenkolk.
Ele atirou contra os policiais que reagiram e balearam o acusado, que morreu no local. Com ele, a arma do policial civil foi recuperada. Depois, na Passagem Lava Pés, no bairro do Telégrafo, foi localizado outro envolvido no crime, Luiz Fernando Nascimento de Alcântara, que foi preso junto com a companheira, Marilyn Acioli Martins. No local, foi apreendida a droga. Com Luiz Fernando, a arma com munição foi encontrada. Outros dois envolvidos no crime são conhecidos como "Abóbora" e "Mau", que ainda não foram localizados. As investigações prosseguem.

Fonte: Policia Civil

,

Foragido acusado de homicídio é preso em São Miguel do Guamá

Ronilson dos Santos Vaz

Policiais militares sob o comando do cabo David apresentaram na Delegacia de São Miguel do Guamá, nordeste paraense, nesta segunda-feira, 11, Ronilson dos Santos Vaz, de apelido “Rói”, 26 anos, que, ao avistar a viatura policial, tentou fugir em uma motocicleta, em companhia de um comparsa não identificado. O acusado foi abordado e conduzido até a Delegacia local, onde os investigadores Océlio e Maurício já levantavam informações sobre o indiciado. Ronilson já era investigado pela equipe policial sob comando do delegado Ronaldo Lopes sob acusação de homicídio e estava foragido da justiça. Os investigadores descobriram, durante as investigações, que Ronilson teria cometido um homicídio, em 12 de fevereiro de 2012, na cidade de Tomé-Açu, região nordeste do Pará, durante o feriado de Carnaval.
O crime ocorreu na sede de um clube. Ronilson praticou o crime juntamente com o irmão Marcelo dos Santos Vaz que está preso, em Tomé-Açu. Os autores do crime utilizaram pedaços de pau e mataram pauladas Marcelo da Silva Souza. Ronilson já era investigado em São Miguel do Guamá por envolvimento em tráfico de drogas por meio de denúncias feitas ao fone 181. O delegado pede para a sociedade continuar fazendo denúncias ao fone 181 sobre o paradeiro de foragidos de Justiça e de outros crimes ocorridos no município. Ronilson será transferido para o sistema prisional para responder pelo crime praticado na cidade de Tomé-açu já que está com prisão preventiva decretada pela comarca de Tomé-Açu.

,

Niver do Dia.



Ellen Moura


,

Pará é 3º no ranking de mortes por arma de fogo


O Pará ocupa o terceiro Estado brasileiro onde mais se mata com arma de fogo, de acordo com o Mapa da Violência 2013, que apontou o crescimento em 346% de óbitos por arma de fogo, no Brasil. O estudo também apontou que 96,1% dos homicídios, em 2010, foram praticados com armas de disparos. Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, e Marabá, no sul do Estado, ocupam respectivamente o 7º e 9º lugar no ranking de municípios brasileiros onde mais se registram mortes por armas de fogo. Números estarrecedores que, mais uma vez, colocam o Pará no topo da violência. Os jovens e os negros continuam sendo as maiores vítimas desta realidade.
pesquisa, feito pelo Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos e Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais, divulgada na última quarta-feira, 6, indicou também que de 1980 a 2010, exatos 799.226 brasileiros morreram vítimas de armas de fogo. Entre as características dessas mortes estão os homicídios, acidentes, suicídios e causas indeterminadas. Os números impressionam pelo fato do saldo liquido da mortalidade por armas ser quase seis vezes maior que o do crescimento da população neste período. Em 1980, o número de mortes por armas de fogo foi de 8,710. Em 2010, este índice é de 38.892 – um salto de 346,5%. Ao longo desse período a população brasileira aumentou em 60,3%, segundo o estudo.
Atualmente, a cada 100 mil brasileiros, 44,2 são vítimas fatais de arma de fogo.
Entre a população jovem, com idade entre 15 a 29 anos, o aumento do número de mortes por arma de fogo é ainda mais preocupante, uma vez que subiu 414% de 1980 para o ano de 2010. Em números mais específicos, em 2010, 22.694 jovens brasileiros morreram vítima de arma de fogo, enquanto que no ano de 1980, este número foi de 4.415.
A taxa de crescimento do número de homicídios também é superior entre os jovens, chega a atingir 502,8%. Os suicídios com armas de fogo cresceram 46,8% e as mortes por acidentes com armas caíram 8,8%.
Belém ocupa o 8º lugar em número de mortes
Na Região Norte do Brasil, o aumento do número de mortes por armas de fogo deu um salto de 195,5%, indo de 1.357, em 2000, para 4.006, em 2010. O Pará é o Estado que ocupa o primeiro lugar nesta lista de crescimento, seguido dos Estados do Amazonas e Rondônia.
No Pará, o crescimento de mortes por armas de fogo é quase cinco vezes maior que a média regional, o que faz o Estado a puxar a lista de crescimento de óbitos. Em 2000, 526 paraenses vítimas de arma de fogo, em 2010 este número foi de 2.622. Ou seja, são 34,6 mortes para cada grupo de 100 mil habitantes.
Em 2000, o Estado era o 24º em registro de mortes por arma de fogo – um dos últimos no Brasil. Dez anos mais tarde, em 2010, passa a ocupar o terceiro lugar no ranking, fica atrás apenas de Alagoas e Espírito Santo. Do total de 2.520 mortes por armas de fogo, 96,1% foram homicídios. 
BELÉM
Em nível de capitais brasileiras, Belém ocupa o 8º lugar no ranking das que mais registram mortes por armas de fogo. Em 2010, foram 634 óbitos contra 201 registrados em 2000. Para cada 100 mil belenenses há 45,5 mortes por arma de fogo.
16 municípios paraenses na lista
O Mapa da Violência 2013 também apresentou a lista dos 100 municípios brasileiros, com mais de 20 mil habitantes, onde mais se registram mortes por arma de fogo. Neste ranking aparecem 16 municípios paraenses, liderados por Ananindeua que aparece em 7º lugar, tendo registrado 620 mortes por arma de fogo, em 2010. Marabá, aparece em 9º, com 187 óbitos por arma de fogo.
Na sequência temos Goianésia (18º), Ourilândia do Norte (22º), Marituba (26º), Tailândia (28º), Novo Progresso (32º), Tucumã (33º), Rondon do Pará (47º), Tucuruí (52º), Redenção (54º), Itupiranga (64º), Castanhal (69º), Jacundá (73º), Pacajá (75º) e Novo Repartimento (79º).
A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) não comentou os números do Mapa da Violência 2013, mas destacou que o número de apreensões de armas de fogo tem diminuído ao longo dos últimos anos. No ano passado, pelo menos 1.565 armas foram apreendidas. Enquanto que no ano anterior, este número é de 2.581 apreensões – uma diferença de 39,36%.
PORTE DE ARMAS
De acordo com a Polícia Federal, a movimentação de caminhões e carros de passeio próximo as fronteiras tem facilitado a entrada de armas no Brasil. Contudo, a região amazônica não possui histórico de tráfico de arma de fogo. Somente no ano passado, a PF concedeu seis portes de armas, documento autoriza o portador a conduzir uma arma de fogo pelas ruas, exceto em locais de aglomeração como shows, escolas, igrejas e bancos.
Também foram concedidos 157 registros de arma de fogo para pessoas físicas, 428 para empresas de segurança e 164 renovações de registros de arma de fogo também para pessoas físicas. - Foram registradas 154 ocorrências de furto e/ou roubo de arma de fogo.
(Diário do Pará)

,

Assalto à micro-ônibus acaba em morte de motorista


Assalto e morte. Desespero e revolta. Esse foi o cenário de um assalto a micro- ônibus seguido do assassinato de uma vítima. O motorista do veículo, Erasmo da Oliveira Cruz, de 44 anos, tentou impedir que os dois assaltantes fugissem depois do roubo e se negou a abrir a porta do ônibus ao receber a ordem dos criminosos. Ele acabou sendo atingido por um tiro e morreu no local.
Segundo informações de um dos reféns, os assaltantes notaram a presença de uma viatura da PM e pediram para o motorista fugir. Nervoso, Erasmo teria estancado o veículo e impedido a fuga. “Foi quando um deles atirou. Não teve gritaria. Só ouvimos o tiro e depois vimos que o motorista já estava morto. Já durante as negociações, duas vítimas tiraram o corpo dele do ônibus e estenderam no chão”, relatou osegurança Waldemir Souza. Ao ser atingido, o motorista perdeu o controle do ônibus e o veículo atravessou a pista na Br-316, no Km 11, em Marituba, no sentido Benevides / Entroncamento. Nesse momento, cercados pela PM, os dois assaltantes fizeram cerca de oito reféns, entre eles crianças e idosos durante aproximadamente 40 minutos, até que todas as exigências fossem cumpridas e as vítimas liberadas. O assalto ocorreu por volta das 19h de ontem, no micro-ônibus da linha Almir Gabriel / Castanheira.
Deyvid de Nazaré Lima do Nascimento, 18, o atirador, e Marcelo Rodrigues Felix dos Santos, 24, foram presos e encaminhados para Central de Flagrantes de São Brás. O revólver calibre 38 com quatro munições, utilizado no crime, também foi apreendido.
Segundo o capitão Elder Barros do 21° Batalhão, as negociações seguiam com Marcelo, enquanto Deyvid apontava a arma para a cabeça de uma das vítimas.
De acordo com o tenente coronel Rosinaldo da Rotam, o atirador “agiu de forma fria e covarde”. Rosinaldo ressaltou que o motorista já estava baleado quando a polícia chegou ao local. “Infelizmente o trabalhador estava ferido, mas conseguimos salvar as outras vítimas. Eles queriam fugir e o motorista tentou evitar, mas é importante não reagir”.

REVOLTA
A população indignada com a morte do motorista, ameaçou invadir a Seccional de Marituba, onde acreditavam que os criminosos ficariam presos. Ao tentarem fazer justiça pelo assassinato do trabalhador, moradores se revoltaram contra a polícia jogando pedras nas viaturas. Para conter a situação, policiais militares precisaram utilizar bombas de efeito moral e balas de borracha, para evitar que a delegacia fosse invadida.
(Diário do Pará)

,

Preso principal distribuidor de drogas na região nordeste do Pará

"Dico", Elton e Raimunda


Denúncia anônima feita via serviço Disque-Denúncia, fone 181, levou a equipe de policiais civis da Delegacia de Castanhal e do Núcleo de Apoio à Investigação de Castanhal a prender em flagrante três pessoas envolvidas no tráfico de drogas na cidade de Santa Maria do Pará, nordeste paraense.
Dentre os presos está Raimundo Charles Lima Gomes, conhecido por “Dico”, considerado um dos principais distribuidores de drogas da região. Com os presos foi apreendida certa quantidade de “trouxas” de pasta de cocaína que eram revendidas a R$ 100 cada a pequenos revendedores. Também foi apreendido cerca de R$ 800 da venda da droga e insumos para o preparo da droga. 
Apreensões

Além de "Dico", foram presos Francisco Elton Moreira de Souza e Raimunda do Nascimento da Paz, esposa de Raimundo Charles. Eles foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. A prisão ocorreu no bairro Novo, periferia de Santa Maria do Pará, em uma casa com elevado padrão de renda.
A operação policial contou com a participação de sete policiais civis sob o comando dos delegados Augusto Damasceno e Fernando Rocha, seguindo diretrizes do delegado-geral Rilmar Firmino para a intensificação do combate ao tráfico de drogas.

,

Armas usadas por criminosos são apreendidas em Castanhal

Material apreendido com José Walisson


Uma operação conjunta de policiais civis da Superintendência Regional do Salgado; do Núcleo de Apoio à Investigação de Castanhal e da Seccional de Jaderlândia resultou, ontem, na prisão de José Walisson do Nascimento Pereira, de apelido “Maike”, envolvido em tráfico de drogas, assaltos e homicídio na cidade de Castanhal, nordeste paraense. 
A prisão dele ocorreu na residência onde reside o acusado, na Rua Doutor Laureano Francisco Alves de Melo, bairro de Jaderlândia. Na casa foram apreendidas duas armas de fogo - uma pistola calibre 380, com dois carregadores e 16 munições de mesmo calibre, e uma espingarda. Nos últimos três dias, os policiais civis de Castanhal apreenderam cinco armas de fogo, entre as quais revólveres, pistola e espingardas.
Também foram apreendidos, no imóvel, apetrechos usados para acondicionar substâncias entorpecentes. Não foram encontradas drogas no local. As investigações estavam em curso havia dois meses, desde quando os policiais começaram a apurar denúncias de que José Pereira havia assumido o comando do tráfico de drogas na região, após a morte de seu irmão José Wellington do Nascimento Pereira, que era conhecido como “Paica” e que comandava o tráfico de drogas no bairro.
Há denúncias de que José Wallison esteja envolvido em assaltos e homicídios em Castanhal. Com a prisão dele, a Polícia Civil espera que vítimas o reconheçam e procurem as Delegacias para que sejam instaurados procedimentos policiais para apurar os crimes. "Vale destacar que o flagrantado já esteve preso por assaltos e recentemente conseguiu sua liberdade", explica o delegado Luiz Xavier, titular da Superintendência. Ele foi autuado no crime de posse ilegal de armas e munições com agravante de as armas estarem com as numerações raspadas.

Fonte: Policia Civil

Criado em © 2011
Desenvolvido por. Bruno Tavares | brunoperfectt@live.com

Twitter