• Clique Aqui
  • Clique Aqui

Archive for Novembro 2013

,

Mulher é encontra com drogas na vagina em Aurora do Pará .

Nesta sexta-feira (15) uma mulher de vinte anos chamada Lucia Santos Ferreira foi encontrada com 27 buchas de maconha dentro da vagina. A mulher iria visitar o marido na delegacia de Aurora do Pará, quando a polícia suspeitou de algo estranho nela, Lucia dizia sentir muitas dores e a todo momento pedia para ir ao banheiro, por isso uma agente foi chamada para acompanha-la em exames clínicos no hospital Nossa Senhora aparecida. O médico legista da Polícia Civil confirmou a existência de drogas na cavidade vaginal de Lúcia, que foi presa em flagrante pelo crime de tráfico. portal jnp

,

Polícia Civil desarticula quadrilha de golpistas que agia em vários estados brasileiros

A Polícia Civil desarticulou um esquema criminoso, nesta terça-feira, 12, com as prisões de oito pessoas envolvidas em uma quadrilha especializada em clonagem de cartões eletrônicos por meio de golpes a clientes bancários que utilizam caixas eletrônicos para fazer movimentações financeiras nas contas. Integrantes do bando conseguiam trocar os cartões das vítimas e obter as senhas, para fazer compras e saques. Estima-se que o golpe tenha sido aplicado em diversas cidades, das regiões Norte e Nordeste do Brasil, e interior de São Paulo, deixando prejuízos superiores a R$ 400 mil.
As prisões realizadas, mediante mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar, em Belém. Foram presos Edmilson dos Passos Peniche, de apelido “Baiano”; Samuel Lucas de Sousa; Igor Fagner dos Santos Machado; Carlos André Carvalho de Aquino, conhecido por “Gago”; Rosemary Brito Barroso Machado, conhecida como “Meire”, esposa de Igor; Rozana Kelly Brito Barroso, irmã de Rosemary; Márcio Antônio Oliveira de Freitas e Quilder José Albuquerque Valadário, de apelido “Curió”. As equipes policiais saíram, durante a madrugada, da sede da Delegacia-Geral, para dar cumprimento às ordens judiciais, sob comando do diretor de Polícia Especializada, delegado João Bosco Rodrigues, e coordenação dos delegados Beatriz Silveira e Samuelson Igaki, da DPRCT (Divisão de Prevenção e Repressão a Crimes Tecnológicos). Os presos foram encontrados, em suas casas, em bairros como Cidade Nova e Icuí-Guajará, em Ananindeua, e Guamá e Marambaia, na capital paraense. Com o preso "Gago", os policiais civis apreenderam uma pistola de calibre 380 prateada e, assim, ele foi autuado por posse ilegal de arma. Já o outro preso, de apelido "Baiano", usava uma carteira de identidade falsa. Com isso, ele vai responder também por uso de documento falso. Também, com "Gago", a Polícia Civil apreendeu 48 cartões. As investigações sobre a ação criminosa se iniciaram a três meses, mas, pelos levantamentos feitos pela equipe policial da DPRCT, a quadrilha agia há cerca de um ano. Conforme o delegado Samuelson Igaki, a investigação iniciou a partir do registro de um Boletim de Ocorrência (BO) por um servidor público estadual que teve o cartão de crédito trocado por um rapaz, enquanto acessava um caixa eletrônico. Durante as investigações, os policiais civis descobriram que o rapaz integrava a quadrilha responsável por diversos saques, transferências bancárias e compras diversas. Só na conta da vítima foram movimentados cerca de R$ 20 mil. “Constatamos que se trata de uma quadrilha, que age subtraindo valores depositados em contas correntes de instituições bancárias, com aquisições fraudulentas de cartões de crédito, troca e também clonagem destes cartões, que são predominantemente pertencentes a idosos”, explica. A vítima informou, no BO, que a troca do cartão ocorreu no momento em que realizava uma transação bancária, no caixa eletrônico. O servidor público relatou que, no momento em que acessava a máquina, no caixa eletrônico ao lado, havia um homem que parecia também acessar o equipamento. Em determinado momento, o telefone celular da vítima tocou, o que a fez se distrair. Nesse momento, conta o servidor público, o homem fez rapidamente a troca dos cartões. Com o cartão trocado, a vítima tentou realizar a transação bancária, mas o caixa eletrônico recusou o cartão, o que levou a vítima a pensar que se tratava de um problema no banco. Assim, o servidor público desistiu de fazer o saque e foi embora do local, para tentar fazer depois o saque. A vítima, após algum tempo, foi surpreendida com uma notificação bancária, com a informação de que o cartão havia sido usado em várias transferências de dinheiro para outras contas, transações comerciais em valores altos e compras diversas. “Apuramos que, entre as diversas compras realizadas pela quadrilha, estão computadores, televisores, tablets, celulares, motocicletas, roupas e peças de vestuário, que depois seriam revendidos a preços abaixo do mercado”, detalha o policial civil. Durante as investigações, envolvidos no esquema foram identificados. “Alguns deles já eram conhecidos por participação em práticas criminosas desse tipo. Muitas dessas pessoas já foram presas em outras ocasiões pela Polícia Civil”, explica. AÇÃO DO BANDO Os integrantes da quadrilha têm como forma de atuar a abordagem, principalmente, de idosos, nas filas de caixas eletrônicos. Os criminosos se aproveitam dessas pessoas, conquistavam a confiança delas, oferecem-se para ajudá-las no acesso ao caixa eletrônico, para fazer a troca dos cartões bancários. Depois, eles desbloqueiam os cartões e fazem pagamentos com boletos bancários com os cartões furtados. Aos finais de semana, a quadrilha costuma viajar para outros estados da federação, para também praticar os golpes em caixas eletrônicos para não serem reconhecidos na cidade, nem em câmeras de segurança. Após obter os cartões das vítimas, os membros da quadrilha cloanavam (copiavam os dados) os cartões bancários, geralmente, no próprio hotel da cidade em que se hospedavam. Para isso, eles usavam um computador, do tipo “notebook”, e um aparelho leitor de trilha magnética (“Card Skimming”), popularmente conhecido como "chupa-cabra". Os equipamentos eletrônicos eram acionados por meio de um programa de computador (“software”) conhecido como “Mini 123”, que grava os dados em um cartão virgem sem chip, que depois era usado para efetuar os saques, transferências e pagamento de boletos bancários.
A DPCRT também identificou, durante as investigações, que a quadrilha agia em municípios do Pará, como no sul e sudeste do Estado, e em outros Estados das regiões Norte e Nordeste, preferencialmente nas cidades de Manaus, Macapá, São Luiz, Teresina, Ceará, Aracaju, Natal e Recife. Também há registros de ações da quadrilha nas cidades de São José do Rio Preto, Ribeirão Preto e Campinas, no interior paulista, e em Teresópolis, no Rio. Apesar da complexidade da atuação da quadrilha, foi possível apontar qual a atuação de cada um dos envolvidos. “Baiano", "Gago", Márcio e um quarto envolvido foragido saíam cedo de casa, por volta de 6 horas da manhã, para ficar em filas de caixas eletrônicos com objetivo de se aproveitar da ingenuidade de clientes, principalmente, de idosos, no momento em que sacavam dinheiro da aposentadoria. Era, nessa ocasião, que trocavam os cartões bancários por outros já usados. A quadrilha contava com mulheres que também se ofereciam para ajudar as vítimas para conseguir subtrair as senhas eletrônicas. “Baiano”, depois, assediava para fornecer as próprias contas bancárias com os cartões, para receber o dinheiro transferido das contas das vítimas. Ele era responsável ainda em fazer o desbloqueio dos cartões, com uso de equipamento de leitura e gravação de trilhas de cartões (“chupa-cabras”), por meio de um programa de computador, com o qual alterava as trilhas do cartão e conseguia fazer o desbloqueio, para, então, poder usá-lo em compras em lojas de departamentos. O outro envolvido com o bando, Samuel Lucas de Sousa, especialista em “chupa-cabra” e no software “mini 123”, conseguia alterar as trilhas dos cartões e desbloqueá-las, para, em seguida, efetuar compras, em lojas de departamentos. Ele junto com “Baiano” e “Gago” já cometeram o crime em cidades do Brasil, como São Luís, Teresópolis (RJ), Recife, entre outras. Samuel utilizava o próprio notebook para alterar trilhas de cartões bancários com chip e, posteriormente, gravar em um cartão virgem, sem chip, para burlar o sistema de segurança do caixa eletrônico, que fazia a leitura como se fosse um cartão sem chip. Igor Fagner dos Santos Machado também é especialista em “chupa-cabra”. Ele também agia no aliciamento de pessoas (laranjas) para obter contas correntes emprestadas para as transferências ilegais de dinheiro. Já Rosemary Machado junto com a irmã Rozana eram responsáveis em fazer saques das contas das vítimas em caixas eletrônicos localizados, geralmente, em postos de gasolina. Por sua vez, Quilder Valadário fazia o pagamento de boletos, desbloqueio de cartões de outras pessoas, compras e saques. Era o responsável em conseguir contas correntes de outras pessoas para receber valores em dinheiro adquiridos com a fraude. Quilder oferecia um percentual em dinheiro ao dono da conta recebedora do valor desviado. Márcio Freitas, outro preso, também assediava pessoas para fornecer suas contas bancárias e os cartões do banco, para transferência do dinheiro desviado. Ele viajava regularmente para o interior do Pará e para outros Estados para adquirir os cartões bancários. As investigações continuam para localizar e prender os demais envolvidos com a quadrilha. Após o final da operação, os presos foram ouvidos em depoimento, na sede da Delegacia-Geral, e transferidos, ao final da manhã, para unidades do Sistema Penitenciário do Pará. Eles irão responder por furto mediante fraude; estelionato; formação de quadrilha e falsificação de cartão de crédito, crimes previstos no Código Penal.

,

Polícia Civil captura principal "pirata" em atuação na região de Breves

A Polícia Civil prendeu, em cumprimento a um mandado de prisão decretado pela Justiça, Janilson Castor de Lima, conhecido por "Maragão", considerado um dos principais assaltantes a embarcações, apelidados de "piratas", em atuação na região das ilhas do Marajó, e, em especial, na localidade do Rio Tajapuru, município de Breves. Ele teve a ordem de prisão decretada depois de participar do assalto à balsa "Porto Seguro", no ano de 2009, juntamente com os comparsas, de apelidos "Espalha Brasa", que permanece foragido, e "Marcinho", que já está preso. A captura de "Maragão" foi realizada por policiais civis da Superintendência Regional das Ilhas. O acusado foi localizado na casa de um irmão, na Avenida Lourenço Borges, esquina da Travessa Gurupá, bairro da Cidade Nova, em Breves. Ele foi encontrado pela equipe formada pelo delegado Jarson Silva (superintendente da região), investigadores Paulo Aragão e Paulo Sérgio, e escrivão Resiomar Santos. Segundo o delegado Jarson Silva, o acusado era procurado pelas Polícias Civil e Militar na região e também pela Delegacia de Polícia Fluvial. "Ele cometia os assaltos às embarcações e em todos os casos conseguiu fugir", explica, ao ressaltar que, até então, não havia qualquer foto do acusado para ajudar na identificação dele. O criminoso foi identificado por meio de relatos das características físicas feitas por testemunhas. A principal característica que ajudou na identificação do assaltante foi o fato de o acusado ter cabelos do tipo "espeta caju". "Maragão" já está recolhido no Sistema Penitenciário, em Breves, para responder pelos crimes. A operação policial atende às determinações da Delegacia-Geral da Polícia Civil, por meio da Diretoria de Polícia do Interior, para combate às ações de "piratas" na região do Marajó.

,

Polícia Civil prende em Brasília ex-prefeito indiciado como mandante de duplo homicídio

A Polícia Civil do Pará acaba de prender, em Brasília (DF), o ex-prefeito de Tomé-Açu (PA), Carlos Vinícius de Melo Vieira, um dos indiciados como mandante das mortes do advogado Jorge Pimentel e do empresário Luciano Capácio, em março deste ano, nesse município. Ele está com mandado de prisão decretado pela Justiça paraense. O preso será recambiado em breve ao Pará. O outro indiciado como mandante do crime é o pai do preso, Carlos Antônio Vieira, que também está com ordem de prisão e permanece foragido. Carlos Vinícius foi localizado, na capital federal, como resultado do trabalho de investigação realizada por uma equipe de policiais civis coordenados pelo delegado Christiam Rocha. Dois dos três executores das vítimas permanecem presos. Outra pessoa apontada por dar fuga aos pistoleiros também está presa. Outra pessoa, indicada como intermediário da contratação dos criminosos também está com mandado de prisão decretado. Wellington Ribeiro Marques, 37 anos, de apelidos “Teco” ou “Neném”, e Carlos André Silva Magalhães, 27, de apelidos “Tico” ou “Andrezinho”, indiciados como executores das vítimas, foram presos em 17 de março deste ano, por policiais civis, que os abordaram em uma barreira de fiscalização policial, na rodovia BR-316, em Gurupi, na divisa do Pará com o Maranhão. Ambos já eram foragidos de Justiça, onde respondem por diversos crimes, a maioria, homicídios. Wellington é apontado como pistoleiro profissional, com atuação na região de Paragominas, no nordeste paraense, onde é acusado da autoria de, pelo menos, seis homicídios. Fonte: Policia Civil

,

COMUNIDADE SE REVOLTA COM O ESTADO DA ESCOLA RAIMUNDA PINHO

O Blog esteve cobrindo matéria na unidade municipal Raimunda Pinho, no bairro Jaderlândia, onde estava sendo realizada uma Ação Cidadania e constatou a precariedade das instalações daquela unidade que serve a comunidade escolar daquele bairro. Conforme constatamos as instalações apresentam irregularidades tais como: piso quebrado, quadros precários, paredes sujas, banheiros sem condições mínimas de higiene e infiltrações. O estado da escola foi motivo para várias manifestações, inclusive, a do deputado estadual Pio X (que é defensor de uma educação de qualidade) que se mostrou indignado com o que viu e chegou até a tecer o seguinte comentário ao filho Eduardo que foi candidato a prefeito nas eleições passadas: “quando tu fores prefeito de São Miguel e eu visitar uma escola e as salas se encontrarem nessas condições, eu te dou uma surra”. Isso é pra você ver a condição daquela unidade. A tese de ter muito dinheiro nas contas da educação, levantada por um vereador cacauista na tribuna da câmara, foi por ralo abaixo. Com a palavra a secretaria de educação e a prefeitura.

Fonte: Blog Pautando Noticias

,

A FESTA DO ANO TA CHEGANDO!

INF. E INGRESSOS: 8289-3456 / 8848-8749 / 9203-1640

,

VAI BOMBAR...! ESSA É A FESTA!

INF. E INGRESSOS: 8289-3456 / 8848-8749 / 9203-1640

Criado em © 2011
Desenvolvido por. Bruno Tavares | brunoperfectt@live.com

Twitter